Skip to Content.
Sympa Menu

gnl - Por que o programa X não é tão popular?

gnl AT framalistes.org

Subject: GNU // Linux // Software Livre // Privacidade // Segurança // Linha de comandos

List archive

Por que o programa X não é tão popular?


Chronological Thread  
  • From: Hugo Cerqueira <hrcerq AT disroot.org>
  • To: Lista GNL <gnl AT framalistes.org>
  • Subject: Por que o programa X não é tão popular?
  • Date: Sat, 31 Oct 2020 17:32:50 -0300

Olá, pessoal.

Hoje, por acaso esbarrei em um canal interessante, que fala sobre
software livre e código aberto, de modo geral, abordando marginalmente
assuntos relacionados, e um dos vídeos capturou a minha atenção. Seu
título (traduzido) é "Por que o emacs não é mais popular?"

(Mais informações sobre esse vídeo no fim do texto)

Essa pergunta na verdade é apenas uma provocação, já que o autor do
vídeo alega a ter visto com bastante frequência nos grupos relacionados
ao editor emacs, mas a questão abordada por ele vale para qualquer
outro programa.

Alguns pontos levantados pelo autor foram muito interessantes, e vou
falar brevemente sobre eles aqui.

Nas comunidades de software livre é muito comum observar perguntas como:

"Por que o programa X não é tão popular?" ou "Como tornar o programa X
mais popular?"

Isto parece acontecer no sentido de que um programa precisa ser popular
para ser considerado bom. Mas vamos parar pra pensar na validade desse
argumento. Faz sentido dizer que um programa usado por muita gente é
obrigatoriamente melhor que um programa usado por pouca gente? Este é
um primeiro ponto. Outro ponto é: se um programa menos popular deve
copiar outro programa, mais popular, isso necessariamente vai surtir
algum efeito?

A exemplo do emacs, que foi comentado no vídeo, se o emacs mudasse os
seus atalhos e oferecesse menus mais simples, preferencialmente com
botões, e poucas opções para não confundir os usuários, ele continuaria
sendo o emacs? Continuaria tendo razão de ser? Ou apenas perderia a sua
pequena parcela de usuários, provavelmente sem também conquistar os
usuários de outros editores?

Essa é uma questão muito presente também quando falamos em Linux, ou
GNU/Linux pra ser mais abrangente. Vejamos o que aconteceu com o GNOME.
A interface gráfica GNOME mudou radicalmente da versão 2 para a versão
3, imitando em grande parte o MacOS. Ele começou a fazer uso de grandes
botões e menus mais simples, que não eram do costume de quem usava o
GNOME 2. Resultado: nasceu o MATE, como fork do GNOME 2.

Percebendo tardiamente que tinha perdido uma parcela dos seus usuários,
a comunidade de desenvolvedores do GNOME decidiu criar o GNOME Classic,
que seria uma opção de usar o GNOME de modo mais semelhante ao GNOME 2.
Mas mesmo assim, o GNOME não perdeu a sua fama de ter se rendido ao
interesse das "massas" (entre aspas mesmo, pois elas não existem na
prática).

Vejamos também o caso do systemd. Grande e complexo, incorporou várias
funções alheias a um sistema de inicialização, supostamente no intuito
de "melhorar a experiência de usuário nos desktops". Na prática, porém,
o que vimos foram mais bugs, mais brechas de segurança, maior
complexidade no sistema, menos auditabilidade, e frequentes quebras de
compatibilidade com sistemas ou equipamentos mais antigos.

Então será mesmo que faz sentido querer mudar um programa para que ele
atinja um público maior, apenas copiando o que outros programas
fizeram? Ou será mais interessante se manter fiel a seus valores
fundamentais (que devem existir, diga-se de passagem), como
versatilidade, robustez, auditabilidade, modularidade, etc.?

Para quem tiver interesse em ver o vídeo original, ele está no canal
DistroTube (no YouTube, em inglês), e a seguir aponto um link para este
vídeo por meio da interface Invidious:

https://invidious.snopyta.org/latest_version?id=NCYwVbiV4fw&itag=22&local=true

--
Atenciosamente,

Hugo R. Cerqueira

Somente aqueles que assimilam o respeito como valor fundamental
estão preparados para viver em sociedade.


  • Por que o programa X não é tão popular?, Hugo Cerqueira, 10/31/2020

Archive powered by MHonArc 2.6.19+.

Top of Page